terça-feira, 16 de julho de 2013

Hungria e FMI

Numa carta endereçada à Directora Geral do FMI, Christine Lagarde, o Presidente do Banco Central Hungaro afirmou que a Hungria está a considerar o pagamento antecipado das suas obrigações referentes ao empréstimo de 2008, ou seja 299 milhões de euros no primeiro quadrimestre de 2014. Numa medida simbólica o governador do banco central, ex-braço direito do Primeiro Ministro Orbán, afirma que quer encerrar rapidamente a representação do FMI em Budapeste afirmando não ser necessário manter as instalações abertas...
Esta reacção mostra bem o ponto a que as relações entre certos países e algumas organizações multilaterais chegaram. Esperemos não chegar a tal ponto aqui.

Sem comentários:

Enviar um comentário