domingo, 24 de fevereiro de 2013

O falhanço do governo

A conferência de imprensa de Oli Rehn, Comissário Europeu para os assuntos económicos não trouxe grandes novidades.  Confirma-se o desastre Europeu.  Já antes, durante a semana, o Ministro das Finanças tinha dado um volte face completo, finalmente reconhecendo o falhanço total das políticas levadas a cabo durante o último ano e meio. Este governo, tomotou a opção clara de ir mais além do que o memorando com a Troika impunha. Foi uma decisão que tinha como objectivo político que a troika deixasse Portugal o mais rapidamente possível. Ao anunciar que afinal, os sacrificios extra que o governo pediu aos Portugueses não serviram para nada, o governo está a anunciar um falhanço total das suas políticas. Não foi um falhanço do memorando, que o PS tem razão em pedir que seja renegociado, mas um falhanço de um governo que achou que o memorando não era suficiente e que quis ir mais longe nos cortes e na austeridade.

Sem comentários:

Enviar um comentário